terça-feira, 20 de março de 2007

Culto. Não o de Cacilhas.


Queria ter escrito sobre este filme, algum tempo atrás. É um daqueles filmes que não é, logo, visível a sua genialidade e beleza. Comecei por achar que se tratava de um anti-filme sobre high school’s norte americanos. Onde os geeks e nerd’s são mais valorizados que os desportistas e cheerleaders, fazendo-se assim uma, já habitual e muito lugar comum, revolta dos totós. Mas não é só isso. É uma comédia que foge completamente às regras de comédias. Não existe ponto e contraponto. Nada de punch-lines, piadas para a gargalhada. Ali, o que tem piada depende de quem o vê.
É daqueles que filmes que vai directamente para a nossa secção de culto, ou directamente para a secção do “eia, pah! Que coisa estranha e sem graça.”
É assustador ver tantas personagens sem a mínima noção do ridículo, fazendo deste filme uma verdadeira feira de freak’s. No bom sentido, claro.

Napolean Dynamite, tem uma cena que é uma obra-prima. O auge do filme. A cereja no topo do bolo (não sei se a expressão é mesmo assim). E é essa cena que vou “ postar” a seguir, na nova label: Cenas míticas. (que começou com uma dos Goodfellas).

Sem comentários: