quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

este não tem título. algum problema?


Merda para ti. E para todos. Não quero saber nem compreender as tuas retóricas. Quero insultar, catapultar, destruir. Quero saltar e apontar.
Dizer tudo aquilo que penso e ainda mais. Estou cansado de me transcender todos os dias a pensar, reflectir e chorar. Não faço julgamentos finais.
Sinto-me um monstro que destrói emoções e provoca desilusões.
Quero acordar simples. Vestir uns calções de banho e passar o dia a sentir a areia quente na superfície e fresca ao enterrar os dedos.
Quero fazer uma revolução. Uma daquelas agressivas e com ódio. Sou um anti herói que nunca se rendará. E me contamino, gradualmente e mortalmente, com este ódio possuidor.

Estou farto de viver num palco de benevolência.

1 comentário:

TD disse...

seria tudo mais simples se fossemos uns sacanas não era? um cabrão como há-os ai muitos..
se não nos preocupassemos minimamente com ninguem a não ser connosco..
mas infelizmente eu não sou assim..tu?